Cidades do Litoral Norte estão sem tratamento de esgoto

Na semana dedicada ao meio ambiente, os municípios do litoral não têm muito o que comemorar quando se fala em saneamento básico. Seis das nove cidades da região não possuem cobertura de esgoto nem previsão para que a rede coletora comece a funcionar. Já os três municípios que contam com tratamento ainda não atendem a 100% da população. A situação acende um alerta sobre as prioridades ambientais que cada cidade traçou como meta.

Além de problemas de saúde, a falta de tratamento de esgoto tem reflexo imediato na balneabilidade das praias: dos 57 pontos analisados pela Fundação do Meio Ambiente (Fatma) em Balneário Camboriú, Balneário Piçarras, Bombinhas, Itajaí, Itapema, Navegantes, Penha e Porto Belo, 20 estavam impróprios para banho. Somente as praias de Itajaí e Piçarras não tiveram a balneabilidade afetada na última análise.

Apesar de acreditar que o litoral deveria ter como prioridade a cobertura de esgoto, observa que todo o Estado está atrasado nesse quesito. A questão é histórica e política, pois apenas recentemente o governo tem destinado recursos e financiamentos para essa área.

Enquanto Piçarras, Penha, Camboriú, Navegantes, Bombinhas e Porto Belo têm 0% de esgotamento sanitário, Balneário Camboriú foi uma das primeiras cidades do Estado a tratar o esgoto gerado. A cobertura atual atende a 95% da população. Apesar disso, a cidade continua sofrendo com problemas de balneabilidade. A situação ocorre porque o esgoto não tratado de Camboriú chega ao município através do rio. O mesmo ocorre com o Itajaí-Mirim, onde é captada a água consumida em Itajaí. O rio acaba poluído com o esgoto de outras regiões, como Brusque e Botuverá.

Na temporada, por exemplo, é possível encontrar pontos de esgoto a céu aberto nas praias de Bombinhas. A prefeita Ana Paula da Silva alega que a cidade tem 10% da rede, mas por falta de manutenção o tratamento não funciona adequadamente. Porto Belo também possui diversas ruas com a tubulação da rede de esgoto pronta. O problema é que a prefeitura não faz ideia quanto por cento das obras tenha sido feito. Situação do esgoto na região:

  • Balneário Camboriú: 95% tratado
  • Balneário Piçarras: 0% tratado
  • Bombinhas: 0% tratado
  • Camboriú: 0% tratado
  • Navegantes: 0% tratado
  • Itajaí: 25% tratado
  • Itapema: 60% tratado
  • Penha: 0% tratado
  • Porto Belo: 0% tratado